Cientistas descobrem buraco maior que a Paraíba no gelo da Antártica

Esse tipo de abertura, conhecido como ''polynya'', é o maior observado na região desde os anos 1970; cientistas não sabem ainda se o fenômeno está relacionado ao aquecimento global.

13/10/2017 - 23:57:15

   

Cientistas descobrem buraco maior que a Paraíba no gelo da Antártica (Foto: Soccom)

O chamado Mar de Weddell, na região da Antártica, é considerado o mais limpo do mundo por pesquisadores. Parte da área é ocupada por uma plataforma de gelo, batizada de Filchner-Ronne (ou apenas Ronne), em homenagem a dois exploradores.

A área congelada, de 442 mil quilômetros quadrados, permanece desta forma durante todo o ano. Ou permanecia: cientistas identificaram um buraco maior que o Estado da Paraíba na plataforma.

Esse tipo de abertura no gelo antártico é conhecido como "polynya". O buraco na plataforma Filchner-Ronne foi descoberto em meados de setembro por pesquisadores que monitoravam imagens de satélite do local.

Havia a suspeita de que uma abertura deste tipo poderia se formar este ano, pois outra "polynya" menor surgiu na região no ano passado.

O tamanho da abertura - que chegou a ter 60 mil quilômetros quadrados de área, no auge - faz dela a maior "polynya" observada na região desde os anos 1970. É curioso ainda que o buraco tenha surgido em pleno inverno - que lá dura seis meses por ano.

A abertura foi descoberta por cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, e do projeto de Observação e Modelos sobre o Clima e o Carbono nos Oceanos do Sul (Soccom, na sigla em inglês).

Os pesquisadores foram surpreendidos quando um robô flutuante emergiu na área da "polynya", e fez contato por rádio com um satélite, em pleno inverno - alertando assim sobre a existência da abertura.

Aquecimento global?

Os dados coletados na "polynya" farão parte de um estudo em preparação sobre esse tipo de buraco que eventualmente surge no gelo da Antártica. Os cientistas não sabem ainda, por exemplo, se a abertura está relacionada com o aquecimento global, e de que forma.

A profundidade do mar naquela região varia de 500 a 5 mil metros. E quanto mais profunda, mais "morna" e salgada é a água.

A "polynya" surge quando correntes oceânicas levam essa água relativamente mais morna para cima, derretendo a camada de gelo. Assim que a água esfria, em contato com o ar, ela desce novamente - esse movimento mantém a "polynya" aberta durante algum tempo.

Pesquisadores do projeto Soccom dizem que o desafio agora é descobrir qual é o gatilho para a formação das aberturas - e porque uma "polynya" deste tamanho demorou mais de 40 anos para ser observada novamente.

MT Agora - BBC

Mais Noticias

Está Causando Um Rebuliço

Quadro de 1860 faz sucesso porque pessoas estão vendo um smartphone na tela

Celebração

Rainha Elizabeth II e príncipe Philip ganham novo retrato para marcar 70 anos de casamento

Realeza Brasileira

Imperatriz Lepoldina não sofreu lesões graves antes de morrer, dizem pesquisadores

US$ 450,3 milhões

Quadro de Leonardo da Vinci bate recorde mundial ao ser leiloado em NY por US$ 450,3 milhões

16/11/2017 -

Sylvester Stallone é acusado de abusar sexualmente de fã de 16 anos, diz jornal

Ele teria forçado adolescente a fazer sexo com ele e com seu guarda-costas. Caso aconteceu durante produção de filme em 1986, segundo 'Daily Mail'. Ator nega: ''História ridícula e falsa''.

14/11/2017 -

Imagens de cratera supostamente em Sinop são falsas; fato aconteceu em Minas

O buraco possui mais de 20 metros de diâmetro e não foi possível determinar a profundidade.

14/11/2017 -

Motorista embriagado é preso transportando porco em cadeirinha de bebê em Mato Grosso

Ao fiscalizar o veículo foram encontrados latas de cervejas e dois suínos abatidos que seriam entregues a consumidores .

13/11/2017 -

1° Festival de Cultura Urbana de Lucas do Rio Verde acontece no feriado (15)

Acontece nesta quarta-feira (15) feriado, o 1° Festival de Cultura Urbana de Lucas do Rio Verde, que será realizado no Paço Municipal a partir das 15 horas e contará com muitas atrações para todos participarem.

11/11/2017 -

Festa tradicional germânica acontece nos dias 17 e 18 em Lucas do Rio Verde

A festa que acontece há mais de 20 anos está marcada para os dias 17 e 18 de novembro no pavilhão do parque cultural Roberto Munareto, localizado no bairro Menino Deus.

06/11/2017 -

Turismo mato-grossense é promovido em feira realizada em Londres

O objetivo é promover os seus principais polos turísticos, roteiros, passeios e outras informações com folhetos, mapas e materiais audiovisuais.

01/11/2017 -

Sorriso: Faixa de pedestre pintada em 3D visa ''educar'' motoristas

Trabalho tem a consultoria da artista local Taís G.Silva.

24/10/2017 -

Grafiteiros pintam faixas de pedestres em 3D para ''forçar'' parada de motoristas em cidade de MT

Quatro faixas de pedestres foram feitas nas principais avenidas de Primavera do Leste. Objetivo é reduzir o número de acidentes.

17/10/2017 -

Cia de Teatro Cena 1 apresenta espetáculo neste sábado em Lucas do Rio Verde

Os ingressos custam R$ 10 e são limitados em razão do espaço onde acontecerá a apresentação.

15/10/2017 -

Voo 666 pousa no aeroporto de ''HEL'' em plena sexta-feira 13

Avião pousou em Helsinki sem problemas, ''desafiando'' os supersticiosos.

15/10/2017 -

Goleiro morre após choque com brasileiro na Indonésia

Médico responsável pelo atendimento explicou que a morte ocorreu em decorrência de traumas na cabeça e no pescoço

15/10/2017 -

Morador de Sinop é selecionado para participar do programa do Ratinho em São Paulo

Ele foi selecionado após se inscrever no site do programa.

14/10/2017 -

Redes sociais podem ser aliadas de estudantes na preparação para o Enem

Segundo ele, a maioria dos alunos que acessa os conteúdos do YouTube usa a internet como complemento dos estudos, principalmente na véspera das provas.

10/10/2017 -

Compositor britânico participa de residência internacional em Mato Grosso

Artista sonoro, compositor e cantor folk, Nathaniel Mann, vai trabalhar com o povo indígena Wauja, do Xingu.

06/10/2017 -

Mulher morre após fazer 159 horas extras no mês no Japão

Empresa demorou três anos para divulgar a morte da funcionária

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Tempo Agora