Variedades

Entenda o leilão de motos e saiba como participar

Esse tipo de arremate acontece anualmente por meio do Departamento Estadual de Trânsito

Leilão de Motos | 20 de Fevereiro de 2017 as 18h 11min
MT Agora

Muitos brasileiros têm como desejo comprar uma moto esportiva. No entanto, gostariam de pagar um preço relativamente baixo por ela, ou seja, algo que fosse extremamente acessível – o que mais parece um sonho.

Mas graças ao leilão de motos apreendidas é possível realizá-lo. Esse tipo de arremate acontece anualmente por meio do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) – realizado pela Polícia Rodoviária –, da Receita Federal ou, ainda, de leilões judiciais.

Entenda como as motos são apreendidas

Existem diversos fatores para a apreensão de motos, como, por exemplo: falta de pagamento das mensalidades e infrações de trânsito por pilotar sem habilitação. Esse último fator é o campeão de recolhimento das motos.

Dessa forma, acontece um leilão com as motos confiscadas. É uma excelente oportunidade para quem deseja comprar um veículo de qualidade por um preço bom e muito mais baixo que o do mercado.

Como participar do leilão de motos apreendidas

Existem três maneiras de participar dos leilões de motos apreendidas:

1. Motos apreendidas pelo Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN):

Quando as motos são apreendidas pelo DETRAN, o proprietário tem até cinco dias úteis para deixar a situação regularizada e retirar o veículo sem pagar taxa extra. Isso acontece logo após a chegada da moto no pátio do DETRAN. Como o tempo é curto e essas taxas têm valores bem altos, muitos proprietários acabam abandonando os seus veículos. De acordo com o Código Nacional de Trânsito, as motos que foram apreendidas podem ficar no pátio do DETRAN até no máximo 90 dias. Após esse período, o DETRAN pode efetivar o leilão.

O pagamento para comprar uma moto apreendida no leilão deve ser feito à vista, podendo ser em cheque ou dinheiro, mas precisa ser presencial. Para quem não pode estar presente, a opção pela internet é com o depósito em conta judicial, de acordo com as informações do edital. Concluída essa parte, são quitados todos os débitos da moto. Também é necessário emitir um documento novo do veículo.

2. Motos apreendidas pela Receita Federal:

No site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br), existe um cronograma atualizado com todos os leilões que serão realizados. O leilão de motos realizado pela Receita Federal é um dos que mais chamam a atenção no país.

Você pode participar do leilão de motos presencial ou eletronicamente. No modo eletrônico, é necessário realizar um cadastro e ter um certificado digital – os dois são obrigatórios para participar.

3. Motos apreendidas por leilão judicial:

Você também pode comprar motos apreendidas por meio de leilões judiciais. O processo é eficiente, rápido e muito econômico. Sem falar que são realizados vários eventos desse tipo durante o ano. No site www.leiloesjudiciais.com.br estão as informações e atualizações dos leilões em andamento.

Os lances podem ser feitos presencialmente ou pela internet. Os arremates presenciais são mais fáceis para participar, uma vez que só é necessário acenar. Quem define o valor dos lances é o próprio leiloeiro, e é ele – com a equipe do leilão – que define quando finaliza o lance.

Para participar dos leilões judiciais pela internet, é preciso se cadastrar, enviar alguns documentos que são pedidos e atender aos critérios e às normas de acordo com as condições especificadas no site. Assim como acontece no presencial, a pessoa que der o maior lance até o encerramento do leilão leva a moto. 

COMENTARIOS

Disk Bem

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Segunda Feira

Lucas do Rio Verde, MT

Tempo nublado

26º

COTAÇÃO