Variedades

Mulher é suspeita de matar namorado e servi-lo picadinho em refeição

Ela conseguiu ocultar o crime por três meses, mas um dente encontrado no liquidificador dela esclareceu o que tinha acontecido.

Absurdo | 23 de Novembro de 2018 as 12h 25min
Fonte: G1

Foto Ilustrativa/Pixabay

Uma marroquina de 30 anos foi presa nos Emirados Árabes por ter matado seu namorado, desossado o cadáver e servido a sua a carne na forma de um prato tradicional local. Ela conseguiu ocultar o crime por três meses, mas um dente encontrado no liquidificador dela esclareceu o que tinha acontecido.

De acordo com relato do jornal “The Nacional”, a mulher decidiu matar o namorado, com quem mantinha um relacionamento havia sete anos, porque ele declarou que pretendia se casar com outra – algo que na tradição islã é permitido.

O irmão da vítima viajou até a cidade Al Ain para buscar informações sobre o paradeiro do desaparecido na casa onde o casal morava. Ela o disse que o tinha colocado para fora de casa e que não sabia onde estava.

Foi o irmão da vítima quem encontrou o dente no liquidificador. Um exame de DNA comprovou a informação.

Durante os interrogatórios, a suspeita afirmou que que cometeu o crime em um momento de loucura motivada por vingança. Ela alegou ter o ajudado financeiramente durante os sete anos de relacionamento.

Não foi divulgado como a mulher matou o namorado. Mas, depois de cortar o corpo da vítima, ela pediu a um amigo para ajudá-la a descartar os restos mortais.

A carne foi triturada em um liquidificador e cozida para ser servida como machboos, prato que pode ser feito com carne de frango, cordeiro ou vitela. Neste prato tradicional, a carne, que é servida com arroz bismati, é temperada com especiarias, tomates e cebola, segundo o jornal “El País”.

O prato foi servido a trabalhadores paquistaneses que trabalhavam em uma construção. Os restos foram jogados para os cachorros.

COMENTARIOS

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

TEMPO AGORA

Hoje, Sábado

Lucas do Rio Verde, MT

º

COTAÇÃO