Saúde

Reajuste em planos de saúde coletivos é maior do que o teto da ANS

Em 2020, os reajustes nos planos de saúde coletivos, tanto empresariais quanto por adesão, foram maiores do que o t

Fonte:Gazeta do Dia
10 de Junho de 2021 as 04h 23min


Em 2020, os reajustes nos planos de saúde coletivos, tanto empresariais quanto por adesão, foram maiores do que o teto de 8,14% estabelecido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para os planos individuais. Os dados fazem parte de uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) feita com cinco empresas que tinham o maior volume de reclamações por parte de consumidores: SulAmérica, Bradesco Saúde, Amil, Unimed Central Nacional e Unimed Rio.No ano passado, o reajuste médio entre os planos coletivos analisados foi de 11,28%, ou seja, três pontos percentuais acima do máximo estabelecido pela ANS para os planos individuais. No caso da Unimed Rio, que promoveu o maior aumento, o reajuste chegou a 14,55%, mais de seis pontos percentuais acima do teto da ANS para os planos individuais. Entre as empresas, a única que ficou abaixo do teto para plano individual foi a Unimed Central Nacional, com 7,66% de reajuste.Os planos coletivos empresariais e por adesão não são regulados pela ANS e, segundo o Idec, representam quase 80% do mercado de planos de saúde.“Os resultados são bastante claros ao evidenciar que a maior fatia do setor de saúde suplementar está completamente fora de controle. É inaceitável que os usuários de planos coletivos sigam absorvendo reajustes muito acima do teto estabelecido pela agência para os planos individuais”, disse Ana Carolina Navarrete, coordenadora do programa de Saúde do Idec.“A pesquisa confirma um diagnóstico antigo do Idec: uma regulação efetiva, para todos os consumidores, é a única via para colocar freios às políticas de preços das operadoras e acabar com essa injustiça.”Hoje pela manhã (10), a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados realizou uma audiência pública para discutir o reajuste dos planos de saúde. O estudo do Idec foi apresentado durante a audiência. PlanosPor meio de nota, a Central Nacional Unimed disse que cumpre integralmente a legislação dos planos de saúde e os contratos firmados com seus clientes, o que inclui a aplicação dos reajustes anuais. “É importante considerar que os planos individuais e os planos coletivos estão submetidos a diferentes regras e critérios de reajuste, tornando inadequada a comparação direta entre os percentuais. Além disso, os reajustes são recomposições dos custos assistenciais, que, historicamente, crescem acima da inflação geral medida pelo IPCA”, disse a empresa.A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), que representa as 15 maiores operadoras de planos e seguros privados de assistência à saúde, incluindo Bradesco Saúde, Amil e SulAmérica, informou que os reajustes aplicados estão de acordo com o permitido pela ANS. “O setor segue contratos, é regulado e fiscalizado e obrigado ao cumprimento de parâmetros atuariais, regulatórios, legais, contábeis e econômico-financeiros severos. O cálculo é feito com base numa série de indicadores, que envolvem particularidades de cada carteira e cada contrato, como idade dos participantes, índice de sinistralidade, severidade dos sinistros registrados”, disse, em nota.A FenaSaúde diz ainda que há uma diferença entre os planos individuais e coletivos. “No caso dos individuais/familiares, o modelo adotado pela agência reguladora não reflete o aumento real dos custos na saúde, que chegam a ser o triplo do índice de inflação, assim como desconsidera as características de cada carteira de planos. Isso pode fazer com que algumas operadoras não consigam cobrir os gastos assistenciais”, disse a federação, que considera que os reajustes deste ano para os planos coletivos “estão entre os mais baixos já aplicados”.“Para a maior parte das operadoras, inclusive, é o percentual mais baixo desde 2013 – reflexo do menor uso de procedimentos eletivos, em 2020, fruto da pandemia da covid-19”, diz a FenaSaúde.A Agência Brasil entrou em contato com a Unimed Rio, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Ciência e Saúde

Saúde

Prefeitura de São Paulo vacina hoje pessoas com 56 e 54 anos de idade

Amanhã é a vez das pessoas de 54 e 55 anos de idade

16 de Junho de 2021 as 09h45

Saúde

Covid-19: Rio vacina profissionais do ensino superior e técnico

É exigida declaração do local de trabalho

16 de Junho de 2021 as 06h45

Saúde

Câmara aprova incentivo fiscal a quem doar a pesquisas contra covid-19

A Medida Provisória segue para o Senado

15 de Junho de 2021 as 21h15

Saúde

Covid-19: mortes somam 490.696 e casos chegam a 17.533.221

Total de recuperados é de 15.944.646

15 de Junho de 2021 as 19h30

Saúde

Covid-19: nova variante brasileira já circulava desde janeiro em SP

A nova cepa corresponde a 20% das amostras analisadas desde o mês de janeiro no Estado

15 de Junho de 2021 as 17h45

Saúde

Terça-feira (15): Mato Grosso registra 431.920 casos e 11.509 óbitos por Covid-19

Há 488 internações em UTIs públicas e 368 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 91% para UTIs e 42% em enfermaria

15 de Junho de 2021 as 17h30

Saúde

Em Mato Grosso, 27 municípios estão com risco muito alto de contaminação pela Covid-19

Outras 114 cidades estão classificadas na categoria alta para a contaminação

15 de Junho de 2021 as 17h30

Saúde

SP escalona datas para evitar aglomerações durante vacinação

Prefeitura lançou aplicativo De Olho na Fila

15 de Junho de 2021 as 12h15

Saúde

Veja as reações mais comuns da CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer

Especialista explica que mal estar e febre são comuns após a aplicação, mas fazem parte da resposta esperada do organismo

15 de Junho de 2021 as 01h15

Saúde

Covid-19: 82% dos indígenas receberam 1ª dose, diz Ministério da Saúde

Segunda dose foi aplicada em 71% dos indígenas

14 de Junho de 2021 as 19h30

Saúde

Covid-19: Brasil registra 17,4 milhões de casos e 488,2 mil mortes

Recuperados são 90,8% do total dos infectados pelo vírus

14 de Junho de 2021 as 18h45

Saúde

Covid: para especialistas, evento teste no Rio de Janeiro é arriscado

Para imunologista, pós-festa vai demandar fiscalização intensa e evento deve ter distanciamento social e uso de máscara

14 de Junho de 2021 as 18h15

Saúde

Segunda-feira (14): Mato Grosso registra 429.557 casos e 11.466 óbitos por Covid-19

Há 487 internações em UTIs públicas e 365 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 92% para UTIs e 41% em enfermaria

14 de Junho de 2021 as 17h45

Saúde

Covid-19: Anvisa amplia prazo de validade da vacina da Janssen

Prazo foi ampliado para quatro meses e meio

14 de Junho de 2021 as 17h30

Saúde

Descubra N Motivos para escolher Neo Química

Laboratório lança nova campanha institucional com jogadora Marta Silva sob a assinatura “Sua saúde é nossa vocação”

14 de Junho de 2021 as 15h45

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO