Economia

Gasolina e diesel seguem dinâmicas distintas, diz diretor da Petrobras

Estatal atribui lucro do segundo trimestre à forte geração de caixa

Fonte:Agência Brasil
29 de Julho de 2022 as 19h 15min

© Fernando Frazão/Agência Brasil

O diretor de Comercialização e Logística da Petrobras, Cláudio Matella, disse hoje (29) que as dinâmicas que interferem nos preços da gasolina e do diesel são distintas. Segundo Matella, os dois combustíveis respondem de forma oposta às mudanças sazonais.

"Na estação de verão no Hemisfério Norte, o consumo de gasolina sobe bastante, e os preços ficam mais altos. Agora vamos caminhar para o fim do ano. Os preços têm cedido e, por causa disso, reajustamos, percebendo a tendência estrutural de redução. No caso do diesel, não podemos dizer a mesma coisa. O cenário continua bastante estressado no mercado internacional. Ao contrário da gasolina, cujos estoques estão normalizados, os estoques de diesel estão muito abaixo da média histórica no mundo. E adicionalmente, daqui até o fim do ano, com a proximidade do inverno, a tendência é de fortalecimento dos preços", afirmou.

Na quinta-feira (28), a Petrobras apresentou os resultados operacionais e financeiros do segundo trimestre deste ano. Hoje, os diretores da estatal responderam a questionamentos. Mastella foi perguntado se havia previsão de queda nos preços do diesel como vem ocorrendo com a gasolina. Em dez dias, a Petrobras anunciou duas reduções no valor de venda de gasolina para as distribuidoras.

Embora tenha pontuado a diferença entre os combustíveis, Mastella não fez previsão para o diesel e disse que a estatal não faz especulação de preços. Segundo ele, o mercado é monitorado, e o cenário está em constante avaliação, com ajustes para cima ou para baixo quando são observadas mudanças.

No balanço do segundo trimestre, a Petrobras registrou lucro líquido de R$ 54,3 bilhões . O resultado foi atribuído à forte geração de caixa, refletindo o desempenho operacional e o aumento do preço de mercado do petróleo. A íntegra do relatório está disponível na página eletrônica da Petrobras.

Margem equatorial

Os diretores da estatal também compartilharam informações sobre a situação de alguns projetos em curso. Existe a previsão de se iniciar em novembro a perfuração para exploração de petróleo em águas profundas na foz do Rio Amazonas, na costa do estado do Amapá. O processo de licenciamento está em andamento.

"Compete à Petrobras agora demonstrar, em um simulado chamado de avaliação pré-operacional, que os recursos para conter qualquer vazamento são eficientes. O Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis] acompanha e emite a licença", disse o diretor de Exploração e Produção, Fernando Borges. Ele informou que o simulado deve ocorrer em outubro. "Vamos estar totalmente preparados para iniciar a operação na sequência. Para fazer o simulado, já estaremos com todos os equipamentos necessários: uma sonda de perfuração contratada para águas ultraprofundas, seis embarcações para apoio nas operaçõesoffshore, três aeronaves e um avião de asa fixa", acrescentou.

O local onde será feita a perfuração fica a 160 quilômetros da costa brasileira e a 40 quilômetros da fronteira do Brasil com a Guiana Francesa. Saindo do Porto de Belém, são 48 horas de navegação. Segundo Borges, o Brasil está atrasado nos esforços para revelar o potencial petrolífero de sua margem equatorial. Existe uma expectativa grande diante de achados na Guiana e no Suriname. A Petrobras prevê 14 novas perfurações nos próximos cinco anos, com orçamento de US$ 2 bilhões.

"A gente tem, por exemplo, a Exxon produzindo 340 mil barris por dia de petróleo em duas unidades na Guiana. A Petrobras está apostando alto que vamos descobrir petróleo e ter uma nova região produtora e geradora de riqueza para a sociedade", afirmou Borges.

Gasoduto

Outro projeto em andamento, o Rota 3, tem como objetivo ampliar o escoamento de gás natural dos projetos em operação na área do pré-sal da Bacia de Santos. Ele envolve um gasoduto de 355 quilômetros de extensão. São 307 quilômetros de trecho marítimo, incluindo águas profundas e águas rasas, e mais 48 quilômetros de trecho terrestre até Itaboraí, onde fica o Polo GasLub, anteriormente chamado de Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj). No local, será construída uma unidade de processamento de gás natural. O cronograma original de execução, porém, está atrasado.

Segundo o diretor de Desenvolvimento da Produção, João Henrique Rittershaussen, o gasoduto já está todo concluído, mas houve problemas com as obras da unidade de processamento de gás natural, e a conclusão do projeto em 2022 não é mais possível. Além de sofrer atrasos devido aos impactos da pandemia de covid-19, a construção foi paralisada, e os empregados foram dispensados por decisão unilateral da empresa responsável pela execução.

Está em curso uma negociação para encerramento do contrato. Rittershaussen disse que a Petrobrás ainda decidirá como vai concluir o empreendimento. "Estamos refazendo todo o planejamento, e ainda não temos uma data firme", disse.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Economia

Alta da Selic impactou lucro da Caixa, diz vice-presidente do banco

Recorde no crédito imobiliário e agrícola compensou redução nos ganhos

18 de Agosto de 2022 as 18h45

Economia

Intenção de consumo das famílias mantém crescimento

Famílias com renda acima de dez mínimos se mostram mais otimistas

18 de Agosto de 2022 as 14h15

Economia

Beneficiários com NIS de final 8 recebem Auxílio Brasil

Auxílio Gás, no valor de R$ 110, também será pago hoje

18 de Agosto de 2022 as 05h15

Economia

Dólar sobe para R$ 5,16 após ata do Banco Central americano

Bolsa de valores oscila, mas fecha a quarta-feira com alta de 0,17%

17 de Agosto de 2022 as 19h30

Economia

Com leilão de Congonhas, tráfego aéreo privatizado pode passar de 90%

Aeroporto é o que registra maior trânsito de executivos no Brasil

17 de Agosto de 2022 as 19h00

Economia

Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020

Comércio por atacado foi o único a ampliar número de funcionários

17 de Agosto de 2022 as 09h30

Economia

IGP-10 tem queda de preços de 0,69% em agosto

Tanto os preços do atacado quanto os do varejo tiveram deflação no mês

17 de Agosto de 2022 as 07h45

Economia

Beneficiários com NIS de final 7 recebem Auxílio Brasil

Auxílio Gás, no valor de R$ 110, também será pago hoje

17 de Agosto de 2022 as 05h00

Economia

Promulgada lei que simplifica regras trabalhistas em novas calamidades

Medidas adotadas na pandemia poderão ser acionadas no futuro

16 de Agosto de 2022 as 17h00

Economia

Auxílio Taxista começa a ser pago com parcela dobrada

Cerca de 245 mil motoristas receberão R$ 2 mil neste mês

16 de Agosto de 2022 as 05h45

Economia

Auxílio Brasil é pago hoje a beneficiários com NIS final 6

Inscritos no CadÚnico também recebem o Auxílio Gás

16 de Agosto de 2022 as 05h30

Economia

Dólar sobe para R$ 5,09 com preocupações sobre China

Bolsa reverte queda e fecha com alta de 0,24%

15 de Agosto de 2022 as 19h15

Economia

Empresas de telecom investiram R$ 8,3 bilhões no 1º trimestre

O montante representa um crescimento nominal de 3,8%

15 de Agosto de 2022 as 16h15

Economia

Começa hoje prazo para declarar imposto sobre propriedade rural

Declaração deve ser entregue as 23h59m do dia 30 de setembro

15 de Agosto de 2022 as 13h45

Economia

Presidente do BC diz que inflação ainda está "bastante alta

Para Campos Neto, inflação no país é reflexo do cenário internacional

15 de Agosto de 2022 as 12h45

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO