Economia

Governo melhora projeção de déficit primário para R$ 139 bi em 2021

Aumento da arrecadação provocou revisão da estimativa

Fonte:EBC
22 de Setembro de 2021 as 16h 00min

© Marcello Casal JrAgência Brasil

O aumento da arrecadação decorrente da recuperação econômica e a elevação de receitas extras fizeram a equipe econômica melhorar a projeção de déficit primário neste ano. Segundo o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, divulgado hoje (22), a estimativa de resultado negativo em 2021 passou de R$ 155,4 bilhões em julho (1,8% do Produto Interno Bruto, PIB) para R$ 139,4 bilhões (1,6% do PIB).

O déficit primário representa o resultado negativo nas contas do governo desconsiderando os juros da dívida pública. As estimativas estão melhores que a meta determinada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), de R$ 247,1 bilhões para o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central), com a possibilidade de abatimento até R$ 40 bilhões de gastos relacionados ao enfrentamento da pandemia de covid-19.

Divulgado a cada dois meses, o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas orienta a execução do Orçamento. Com base nas estimativas de arrecadação, de gastos obrigatórios, de desempenho da economia e de cumprimento do teto de gastos, o governo define o quanto contingenciará (bloqueará) ou descontingenciará (liberará) do Orçamento.

O Orçamento de 2021 havia sido integralmente descontingenciado no relatório anterior, em julho. Por causa do cumprimento do teto de gastos, o governo deverá bloquear R$ 288,4 milhões, considerado um valor residual pela equipe econômica, até o próximo relatório, em novembro.

Receitas e despesas

A previsão de receitas líquidas aumentou para R$ 1,508 trilhão, valor R$ 31,5 bilhões superior ao do relatório anterior. Além do crescimento da economia, que se reflete no pagamento de mais impostos, o valor foi impulsionado pelo crescimento de R$ 19,5 bilhões em receitas não administradas.

As novas projeções para as receitas não administradas foram influenciadas principalmente pela alta no pagamento de dividendos de estatais ao Tesouro (+R$ 7,9 bilhões), motivada pela melhoria do lucro das estatais, e em royalties de recursos naturais (+R$ 7,7 bilhões), decorrentes do aumento do preço do petróleo no mercado internacional.

A estimativa para o gasto foi elevada em R$ 15,5 bilhões, para R$ 1,647 trilhão. Além do crescimento de R$ 3,9 bilhões nos gastos com a Previdência Social, contribuiu para a revisão a Medida Provisória 1.062/2021, que liberou crédito extraordinário de R$ 9,1 bilhões para o Ministério da Saúde enfrentar a pandemia de covid-19. Pela legislação, créditos extraordinários estão fora do teto de gastos.

Projeções

Apesar do crescimento das despesas nos últimos dois meses, o relatório prevê que a despesa primária fechará 2021 em 19% do PIB, abaixo dos 19,3% registrados em 2018. Para 2022, caso o Orçamento seja aprovado conforme o texto enviado pela equipe econômica, a proporção deverá cair para 17,5% do PIB, proporção inferior à registrada em 2014 (18,1%). Na avaliação do Ministério da Economia, essa melhora deve-se ao teto federal de gastos.

O relatório também prevê que a Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG), principal indicador usado nas comparações internacionais, deverá fechar 2021 em 81,2% do PIB. Em 2020, a DBGG tinha subido para 88,8% do PIB por causa da emissão de títulos públicos que custeou diversos gastos relacionados à pandemia, principalmente o auxílio emergencial e o programa de ajuda aos estados e municípios. Para 2022, o relatório estima que a DBGG cairá para 79,8% do PIB.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Economia

Entidades do setor produtivo consideram alta da Selic excessiva

Para comércio e indústria, elevação prejudica recuperação econômica

27 de Outubro de 2021 as 19h30

Economia

Alta da Selic impactará pouco nos juros finais, diz Anefac

Diferença entre taxa básica e juro efetivo reduz efeito

27 de Outubro de 2021 as 18h30

Economia

Dívida Pública cai 0,68% em setembro e continua abaixo de R$ 5,5 tri

Vencimento de títulos corrigidos pela Selic provocou queda

27 de Outubro de 2021 as 16h00

Economia

Sebrae lança cursos para capacitar artesãos

Inscrições serão abertas hoje

27 de Outubro de 2021 as 12h45

Economia

IBGE: aumenta emprego formal e informal, mas cai rendimento médio

Trabalho com carteira assinada subiu 4,2%; sem carteira aumentou 10,1%

27 de Outubro de 2021 as 11h30

Economia

IBGE: desemprego cai para 13,2% no trimestre encerrado em agosto

Queda foi de 1,3 ponto percentual em relação ao mesmo mês de 2020

27 de Outubro de 2021 as 09h15

Economia

Arrecadação federal cresce 12,9% e bate recorde em setembro

Melhora da economia e IOF mais alto impulsionaram receita

26 de Outubro de 2021 as 14h45

Economia

Caged: Brasil gera 313,9 mil empregos formais em setembro

Acumulado do ano chega a 2,5 milhões de novas vagas

26 de Outubro de 2021 as 11h45

Economia

Prévia da inflação ficou em 1,20% em outubro

É a maior variação para o mês desde 1995

26 de Outubro de 2021 as 09h45

Economia

Custo da construção sobe 0,80% em outubro, informa FGV

Taxa é superior à de setembro mas inferior à de outubro de 2020

26 de Outubro de 2021 as 09h15

Economia

Copom inicia sétima reunião do ano para definir juros básicos

Expectativa é que taxa Selic suba de 6,25% para 7,5% ao ano

26 de Outubro de 2021 as 06h45

Economia

Preços de gasolina e diesel aumentam hoje nas refinarias

Litro da gasolina pura fica em R$ 3,19 em média

26 de Outubro de 2021 as 06h45

Economia

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em junho

Também recebem hoje inscritos no Bolsa Família com NIS 7

26 de Outubro de 2021 as 05h00

Economia

Ministro diz que privatização da Petrobras ampliaria investimentos

Paulo Guedes fez declaração em evento com presidente Bolsonaro

25 de Outubro de 2021 as 19h45

Economia

Falta de material e custos impactam a indústria da construção

Situação persiste pelo quinto trimestre seguido

25 de Outubro de 2021 as 15h15

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO