Economia

Mercado financeiro reduz projeção da inflação de 7,30% para 7,15%

É a 5ª redução consecutiva da projeção

Fonte:Agência Brasil
01 de Agosto de 2022 as 09h 15min

© Marcello Casal jr/Agência Brasil

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, caiu de 7,30% para 7,15% neste ano. É a 5ª redução consecutiva da projeção. A estimativa está no Boletim Focus dehoje(1º), pesquisa divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com a expectativa de instituições para os principais indicadores econômicos.

Para 2023, a estimativa de inflação ficou em 5,33%. Para 2024 e 2025, as previsões são de 3,3% e 3%, respectivamente.

A previsão para 2022 está acima da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,5% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, o limite inferior é de 2,25% e o superior de 5,25%.

Em junho, a inflação subiu 0,67% , após a variação de 0,47% registrada em maio. Com o resultado, o IPCA acumula alta de 5,49%, no ano, e 11,89%, em 12 meses.

Os dadosde julhodevem ser divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística no próximo dia 9, mas o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), a prévia da inflação oficial, registrou inflação de 0,13% no mês passado , menor que ade junho(0,69%).

Taxa de juros

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, definida em 13,25% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Para a próxima reunião do órgão, que acontece amanhã (2) equarta-feira (3), o Copom já sinalizou que pode elevar a Selic em mais 0,5 ponto percentual.

Para o mercado financeiro, a expectativa é de que a Selic suba, neste mês, para 13,75% ao ano, em linha com a sinalização do BC, e encerre o ano nesse patamar. Para o fim de 2023, a estimativa é de que a taxa básica caia para 11% ao ano. E para 2024 e 2025, a previsão é de Selic em 8% ao ano e 7,5% ao ano, respectivamente.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Desse modo, taxas mais altas também podem dificultar a expansão da economia. Além da taxa Selic, os bancos consideram outros fatores na hora de definir os juros cobrados dos consumidores, como risco de inadimplência, lucro e despesas administrativas.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é de que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

PIB e câmbio

As instituições financeiras consultadas pelo BC elevaram a projeção para o crescimento da economia brasileira este ano de 1,93% para 1,97%. Para 2023, a expectativa para o Produto Interno Bruto (PIB) - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país - é de crescimento de 0,4%. Em 2024 e 2025, o mercado financeiro projeta expansão do PIB em 1,7% e 2%, respectivamente.

A expectativa para a cotação do dólar manteve-se em R$ 5,20 para o final deste ano. Para o fim de 2023, a previsão é de que a moeda americana também fique nesse mesmo patamar.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Economia

Alta da Selic impactou lucro da Caixa, diz vice-presidente do banco

Recorde no crédito imobiliário e agrícola compensou redução nos ganhos

18 de Agosto de 2022 as 18h45

Economia

Intenção de consumo das famílias mantém crescimento

Famílias com renda acima de dez mínimos se mostram mais otimistas

18 de Agosto de 2022 as 14h15

Economia

Beneficiários com NIS de final 8 recebem Auxílio Brasil

Auxílio Gás, no valor de R$ 110, também será pago hoje

18 de Agosto de 2022 as 05h15

Economia

Dólar sobe para R$ 5,16 após ata do Banco Central americano

Bolsa de valores oscila, mas fecha a quarta-feira com alta de 0,17%

17 de Agosto de 2022 as 19h30

Economia

Com leilão de Congonhas, tráfego aéreo privatizado pode passar de 90%

Aeroporto é o que registra maior trânsito de executivos no Brasil

17 de Agosto de 2022 as 19h00

Economia

Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020

Comércio por atacado foi o único a ampliar número de funcionários

17 de Agosto de 2022 as 09h30

Economia

IGP-10 tem queda de preços de 0,69% em agosto

Tanto os preços do atacado quanto os do varejo tiveram deflação no mês

17 de Agosto de 2022 as 07h45

Economia

Beneficiários com NIS de final 7 recebem Auxílio Brasil

Auxílio Gás, no valor de R$ 110, também será pago hoje

17 de Agosto de 2022 as 05h00

Economia

Promulgada lei que simplifica regras trabalhistas em novas calamidades

Medidas adotadas na pandemia poderão ser acionadas no futuro

16 de Agosto de 2022 as 17h00

Economia

Auxílio Taxista começa a ser pago com parcela dobrada

Cerca de 245 mil motoristas receberão R$ 2 mil neste mês

16 de Agosto de 2022 as 05h45

Economia

Auxílio Brasil é pago hoje a beneficiários com NIS final 6

Inscritos no CadÚnico também recebem o Auxílio Gás

16 de Agosto de 2022 as 05h30

Economia

Dólar sobe para R$ 5,09 com preocupações sobre China

Bolsa reverte queda e fecha com alta de 0,24%

15 de Agosto de 2022 as 19h15

Economia

Empresas de telecom investiram R$ 8,3 bilhões no 1º trimestre

O montante representa um crescimento nominal de 3,8%

15 de Agosto de 2022 as 16h15

Economia

Começa hoje prazo para declarar imposto sobre propriedade rural

Declaração deve ser entregue as 23h59m do dia 30 de setembro

15 de Agosto de 2022 as 13h45

Economia

Presidente do BC diz que inflação ainda está "bastante alta

Para Campos Neto, inflação no país é reflexo do cenário internacional

15 de Agosto de 2022 as 12h45

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO