Economia

Ministério da Economia analisa cálculo de reajuste dos planos de saúde

Percentual a ser aplicado em 2022 será próximo a 15,8%, prevê Abramge

Fonte:Agência Brasil
20 de Maio de 2022 as 17h 15min

© Marcello Casal JrAgência Brasil

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou que o percentual máximo de reajuste a ser autorizado para os planos individuais ou familiares está sendo calculado e será divulgado pela agência após conclusão dos estudos e manifestação do Ministério da Economia. A agência reguladora enviou o cálculo do índice de reajuste anual no dia 10 de maio para a pasta. “Ainda não há, portanto, uma data definida para divulgação do índice”, afirmou a ANS.

A Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge) estima que o percentual a ser aplicado em 2022 seja próximo a 15,8%. “Nesse sentido, é importante lembrar que os planos de saúde foram o único setor regulado com reajuste negativo em 2021, de -8,19%, reflexo direto das despesas médico-hospitalares de 2020 inferiores às de 2019 por conta do adiamento dos procedimentos eletivos, gerado pelo distanciamento social logo no início da pandemia”, afirma a nota.

O Ministério da Economia respondeu, também em nota, que só se manifestará quando a avaliação for concluída. “Ainda sem previsão”.

Segundo a Abramge, em 2021, as despesas superaram “e muito” as de 2020, como resultado da elevada taxa de ocupação hospitalar ocasionada por dois principais motivos: a retomada dos atendimentos adiados no ano anterior e a segunda onda da covid-19, muito maior do que a primeira.

“Outros fatores que impactaram, foram a inflação mundial de insumos (materiais, equipamentos e medicamentos) e a alta exponencial do dólar, moeda atrelada a grande parte dos insumos médico-hospitalares utilizados no Brasil”, acrescenta a nota.

A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) projeta reajuste de 15,7%. Segundo a entidade, o aumento de itens diversos, como o preço de medicamentos e insumos médicos, a forte retomada dos procedimentos eletivos, o impacto de tratamentos de covid-19 longa e a incorporação de novas coberturas obrigatórias aos planos de saúde, como medicamentos e procedimentos, impactam diretamente no reajuste.

De acordo com a federação, outro componente considerado para o cálculo do reajuste - sob peso de 20% - é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que incide sobre custos de naturezas como despesas administrativas.

“Nesse sentido, vale ressaltar que o Brasil enfrenta a maior inflação geral em 19 anos, o que afeta diversos setores de atividade econômica, incluindo o mercado de planos de saúde. Ainda assim, no acumulado dos últimos dois anos, o IPCA passou de 16% e o reajuste de medicamentos, 22%, frente a 6,22% dos planos de saúde individuais, se confirmadas as projeções de reajuste para 2022, e considerando o reajuste negativo de – 8,19%, em 2021”, diz a FenaSaúde.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Economia

Índice Geral de Preços (IGP-DI) sobe 0,62% em junho, revela pesquisa

Alta da inflação ao produtor em 12 meses é de 11,12%

07 de Julho de 2022 as 10h15

Economia

IBGE estima safra de 261,4 milhões de toneladas em 2022

Índice é 0,6% abaixo da estimativa de maio

07 de Julho de 2022 as 10h15

Economia

Postos anunciarão preço de combustível válido antes da redução do ICMS

Medida entra em vigor hoje em todo o país

07 de Julho de 2022 as 08h45

Economia

Fome atingiu 828 milhões de pessoas em 2021, mostra relatório da ONU

Documento foi lançado por 5 agências da Organização das Nações Unidas

06 de Julho de 2022 as 16h15

Economia

Brasil deve ter a maior temporada de cruzeiros dos últimos 10 anos

Estimativa é de entidade que reúne empresas do setor

06 de Julho de 2022 as 15h15

Economia

Viagens têm queda de 41% entre 2019 e 2021

Informação é da PNAD Contínua Turismo 2020-2021, do IBGE

06 de Julho de 2022 as 09h15

Economia

Índice de variação dos aluguéis cai 0,31% em junho, diz FGV

Deflação foi registrada em quatro cidades brasileiras

06 de Julho de 2022 as 08h15

Economia

Nova presidente da Caixa anuncia primeiras medidas à frente do banco

Daniella Marques Consentino tomou posse no comando da instituição

05 de Julho de 2022 as 20h00

Economia

Dólar aproxima-se de R$ 5,40 com temor de recessão global

Bolsa cai 0,32% e fecha no menor nível em dez dias

05 de Julho de 2022 as 18h45

Economia

Servidores do Banco Central confirmam fim da greve

BC informou que divulgação de estatísticas será retomada gradualmente

05 de Julho de 2022 as 16h45

Economia

Pequenos negócios geram renda de R$ 420 bilhões por ano

Empresas de menor porte correspondem a 30% do PIB

05 de Julho de 2022 as 15h30

Economia

Pandemia faz aumentar profissionais em tecnologia e diminuir em mídia

Firjan divulgou mapeamento da indústria criativa

05 de Julho de 2022 as 15h15

Economia

Petrobras lança soluções inovadoras para empresas de tecnologia

Inscrições podem ser feitas até o dia 31 deste mês

04 de Julho de 2022 as 19h45

Economia

Sefaz emite nota informativa sobre redução do ICMS em Mato Grosso

Comunicado segue definição da Lei Complementar Federal nº 194/2022, da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, e dos Convênios ICMS 81, 82 e 83/2022

04 de Julho de 2022 as 19h30

Economia

Pelo menos 20 estados anunciaram a redução do ICMS sobre combustíveis

Governadores do Ceará e do Amazonas fizeram os anúncios nesta segunda

04 de Julho de 2022 as 18h00

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO