Economia

Viagens têm queda de 41% entre 2019 e 2021

Informação é da PNAD Contínua Turismo 2020-2021, do IBGE

Fonte:Agência Brasil
06 de Julho de 2022 as 09h 15min

© Rovena Rosa/Agência Brasil

Em 2019, os brasileiros fizeram 20,9 milhões de viagens; em 2020, 13,6 milhões, e em 2021, 12,3 milhões. O número de viagens caiu 41% entre 2019 e 2021. Em 2020, 98% das viagens foram nacionais e, no ano passado, esse percentual foi de 99,3%. O índice de viagens internacionais caiu de 3,8% em 2019 para 0,7% em 2021.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua Turismo 2020-2021, divulgada hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que, a proporção de domicílios em que algum morador viajou caiu de 21,8% em 2019, para 13,9% em 2020, e para 12,7% em 2021.

Na análise do IBGE, apesar de o turismo ter sido fortemente afetado pela pandemia de covid-19 com a necessidade de isolamento social e pelo fechamento de vários estabelecimentos turísticos, o motivo de não ter dinheiro para viajar permaneceu sendo o principal para a queda das viagens.

A analista da pesquisa, Flávia Vinhaes, também destaca que a crise sanitária, com as medidas de afastamento social, a impossibilidade de pegar voos, o medo de contrair a doença ou mesmo por ter sido infectado pelo novo coronavírus, foi importante fator para a diminuição das viagens nacionais e internacionais nos dois últimos anos.

A PNAD levantou, pela primeira vez, os gastos com turismo. Em 2021, as despesas totais em viagens nacionais com pernoite somaram R$ 9,8 bilhões, contra R$ 11 bilhões em 2020. Em 2021, os maiores gastos foram em viagens para São Paulo (R$ 1,8 bilhão), Bahia (R$1,1 bilhão) e Rio de Janeiro (R$1 bilhão).

Uma em cada cinco viagens (ou 20,6% delas) foi para o estado de São Paulo, o destino mais procurado. Minas Gerais (11,4%) e Bahia (9,5%) vieram em seguida.

Em cerca de um terço (33,1%) dos domicílios com renda per capita de quatro ou mais salários mínimos, algum morador viajou em 2021. Por outro lado, em apenas 7,7% dos domicílios com renda per capita abaixo de meio salário mínimo, algum morador viajou no ano passado.

Nos domicílios com renda per capita abaixo de meio salário mínimo, 35,1% das viagens pessoais foram para tratamento de saúde e apenas 14,3% para lazer. Já nos domicílios com renda per capita de quatro ou mais salários mínimos, 57,5% das viagens foram para lazer e apenas 4,4% para tratamento de saúde.

Entre os motivos de lazer, em 2020, 55,6% das viagens foram em busca de turismo de sol e praia. Em 2021, esse percentual foi de 48,7%. Viagens de natureza, ecoturismo ou aventura responderam por 20,5% em 2020 e 25,6% em 2021.

Cerca de 57,2% das viagens de 2021 foram em carro particular ou de empresas, 12,5% em ônibus de linha e 10,2% de avião. Do total de viagens em 2021, cerca de 14,6% foram profissionais e 85,4%, pessoais.

Como principal local de hospedagem, a casa de amigos ou parentes superou as demais modalidades, representando, em 2021, 42,9% entre as alternativas. Em segundo lugar, ficou a opção hotel,resortouflat, com 14,7%, diz o IBGE.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Economia

Economia

Dólar sobe para R$ 5,15, influenciado por exterior

Bolsa cai 0,47%, puxada por realização de lucros

11 de Agosto de 2022 as 18h45

Economia

Consumo nos Lares Brasileiros encerra o semestre com alta de 2,20%

Para enfrentar a inflação, o consumidor fez compras mais planejadas

11 de Agosto de 2022 as 12h30

Economia

Petrobras reduz preços de venda de diesel para as distribuidoras

Preço médio de venda de diesel A terá redução de R$ 0,22 por litro

11 de Agosto de 2022 as 12h00

Economia

Ministro diz que desemprego cairá para 8% antes do fim do ano

Paulo Guedes pediu abertura de mercado europeu a produtos brasileiros

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

Beneficiários de NIS final 2 recebem hoje o Auxílio Brasil

Até o fim do ano, benefício tem valor mínimo de R$ 600 por família

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê mínimo de R$ 1.294 em 2023

Estimativa do crescimento real do PIB é de 2,5%

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

IBGE: vendas no varejo caem 1,4% em junho

É o segundo mês seguido com queda

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

BNDES leva a leilão antigo edifício-sede em Brasília

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

Pagamentos com cartões crescem 36,5% no primeiro semestre

Foi movimentado R$ 1,6 trilhão com cartões no primeiro semestre

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

Dólar cai para R$ 5,08 após inflação desacelerar nos EUA

Bolsa fecha acima dos 110 mil pontos pela primeira vez desde junho

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

Beneficiários com NIS final 3 recebem hoje Auxílio Brasil

Até o fim do ano, benefício tem valor mínimo de R$ 600 por família

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

Plano ABC+ entra em vigor em setembro e vai reduzir emissão de carbono

Decisão está publicada no Diário Oficial de hoje

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

Setor de serviços cresceu de 0,7% em junho, aponta pesquisa

Setor está 7,5% acima do patamar pré-pandemia, segundo o IBGE

11 de Agosto de 2022 as 10h00

Economia

BNDES e BID vão avaliar projetos viáveis na área de saneamento

Acordo tem foco em favelas e áreas rurais brasileiras

09 de Agosto de 2022 as 19h00

Economia

Auxílio Brasil de R$ 600 começa a ser pago nesta terça-feira

Pagamento do Auxílio Gás também começa hoje

09 de Agosto de 2022 as 12h00

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO