Política

CPI da Energisa defende derrubada do veto ao projeto que proíbe corte de energia elétrica

Foto: Marcos Lopes A CPI da Energisa está encaminhando à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Gr...

Fonte:ALMT
16 de Abril de 2021 as 17h 50min

Foto: Marcos Lopes

A CPI da Energisa está encaminhando à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) uma proposta para que seja derrubado o veto do governador ao Projeto de Lei nº 160/2021, que proíbe o corte no fornecimento de energia elétrica em Mato Grosso por três meses. O veto governamental será lido na sessão da próxima segunda-feira (19) e deve ser votado nas sessões seguintes.

O projeto apresentado pelas lideranças partidárias foi aprovado em segunda votação no dia 22/3 e seu artigo 2º estabelece que a concessionária Energisa fica impedida de suspender por 90 dias, a partir da publicação da lei, o fornecimento de energia elétrica do consumidor que estiver inadimplente. 

O relator da CPI, deputado Carlos Avallone (PSDB) e o presidente da comissão, deputado Elizeu Nascimento (DC), destacaram que a derrubada do veto é necessária já que o projeto vai ajudar milhares de famílias mato-grossenses que, em função das dificuldades geradas pela pandemia, não têm condições de efetuar o pagamento. Após os 90 dias, o consumidor poderá renegociar os débitos de forma parcelada.

O relator Carlos Avallone sustenta que a justificativa apresentada pelo Executivo para o veto, de que há vício formal já que a prerrogativa para tratar de normas relativas à energia elétrica é da União, não prevalece pois já foi tema de decisões do Supremo Tribunal Federal favoráveis aos legisladores estaduais. 

Na semana passada o Supremo julgou a Ação Direta de Inconstitucionalidade - ADI 6432, de Roraima e no ano passado há outro precedente na ADI 6406, do Paraná. Nos dois casos, o STF reconhece que os estados podem legislar sobre o assunto considerando o interesse público e o fato de serem medidas temporárias motivadas pela pandemia, que não afetam os contratos entre consumidores e concessionárias. 

Roraima - No dia 7 de abril, por maioria de votos, o Plenário do Supremo Tribunal Federal manteve a validade de regra da Lei estadual 1.389/2020, de Roraima, que proíbe o corte de energia elétrica por falta de pagamento, enquanto perdurar o estado de emergência decorrente da pandemia de Covid-19. A matéria foi objeto da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6432, julgada improcedente.

Na ação, a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) sustentou a competência privativa da União para legislar sobre o assunto, alegando que não há autorização para que os estados editem leis sobre o tema.

Relação de consumo - No voto que conduziu o julgamento, a relatora ministra Cármen Lúcia, explicou que a legislação de Roraima regula a relação entre o usuário do serviço público e a empresa concessionária, revelando sua natureza consumerista. A norma não atinge de forma direta a relação contratual estabelecida entre a concessionária e o Poder Público, titular do serviço, nem o núcleo de atuação das empresas voltadas à prestação de serviços de fornecimento de energia elétrica.

Em seu voto, a ministra citou caso análogo (ADI 6406) em que o Plenário, também manteve a validade de norma do estado do Paraná que veda o corte do funcionamento dos serviços de energia elétrica enquanto durarem as medidas de contingências sociais da pandemia.

Ela ressaltou que a superveniência da Lei federal 14.015/2020, que dispõe sobre interrupção, religação ou restabelecimento de serviços públicos, editada em razão da pandemia de Covid-19, não afasta a competência estadual para disciplinar a matéria de proteção e defesa do consumidor de forma mais ampla do que a estabelecida pela legislação federal, como assentado em recentes decisões do STF.

Para a relatora, a norma de Roraima não gera desequilíbrio contratual ou afeta políticas tarifárias, especialmente porque as medidas são excepcionais e transitórias, limitadas ao tempo da vigência do plano de contingência adotado pelo governo estadual. 

Ela destacou ainda que o fornecimento de energia elétrica é direito fundamental relacionado à dignidade humana, ao direito à saúde, à moradia, à alimentação, à educação e à profissão, "constituindo-se em serviço público essencial e universal, que deve estar disponível a todos os cidadãos, especialmente no complexo contexto pandêmico vivenciado".

Fonte: ALMT

Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Política

Política

Deputado propõe implantação de usinas para reduzir escassez de oxigênio medicinal em MT

Estabelecimentos hospitalares da rede pública e privada devem ser contemplados com a instalação de usinas ...

17 de Maio de 2021 as 16h50

Política

Debate para renovar concessão da Ecosul é prematuro, diz ministro

O ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas disse hoje (17) que considera prematuro o debate sobr...

17 de Maio de 2021 as 16h20

Política

Lúdio propõe anular portaria da Seduc que retoma 100% de trabalho presencial nas escolas estaduais

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) vai apresentar, na próxima sessão, na quarta...

17 de Maio de 2021 as 16h20

Política

Delegado da Polícia Federal e presidente de sindicato são ouvidos em reunião de CPI

Foto: Helder Faria Em reunião ordinária, nesta segunda-feira (17), a CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal ...

17 de Maio de 2021 as 15h50

Política

Sesc lançará pedra fundamental de obra com investimentos de R$ 4 milhões em Sinop

Foto: JUNIOR POYER O diretor regional do Serviço Social do Comércio (Sesc-MT), Carlos Alberto Rissato, junt...

17 de Maio de 2021 as 14h50

Política

Pedido de vista adia votação da PEC da reforma administrativa na CCJ

Um pedido de vista conjunto adiou a votação do parecer do deputado Darci de Matos (PSD-SC) que trata da Pro...

17 de Maio de 2021 as 12h50

Política

Comissão de Educação celebra centenário de Lenine de Campos Póvoas nesta terça-feira (18)

Foto: Marcos Lopes A Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislat...

17 de Maio de 2021 as 12h50

Política

Comunidade Centro América receberá asfalto no segundo semestre

Foto: Marcos Lopes Mais uma rodada de discussão para a consolidação da pavimentação asfáltica do bairro...

17 de Maio de 2021 as 11h50

Política

Proposta permite que militares de MT exerçam função de piloto de aeronaves

Foto: Marcos Lopes Projeto de Lei Complementar PLC nº 22/2021 que tramita na Assembleia Legislativa de Mato ...

17 de Maio de 2021 as 11h20

Política

Emenda garante a formação de jovens para o mercado de trabalho

Thiago Silva participa de encerramentos dos cursos Foto: HENRIQUE COSTA PIMENTA BRAGA O deputado estadual T...

17 de Maio de 2021 as 10h50

Política

Thiago Silva presta homenagem aos 50 anos da Santa Casa de Rondonópolis

Thiago Silva e diretor presidente José Osíris Foto: HENRIQUE COSTA PIMENTA BRAGA O deputado estadual Thia...

17 de Maio de 2021 as 10h50

Política

Governo cria autarquia federal para coordenar segurança nuclear

O presidente Jair Bolsonaro publicou, no Diário Oficial da União de hoje (17), a medida provisória que cri...

17 de Maio de 2021 as 10h20

Política

Ricardo Nunes assume definitivamente prefeitura de São Paulo

Com a morte do prefeito Bruno Covas, o vice, Ricardo Nunes, assume em definitivo a prefeitura de São Paulo. ...

16 de Maio de 2021 as 14h20

Política

Políticos lamentam morte de Bruno Covas

Aliados e adversários políticos manifestaram pesar pela perda do prefeito licenciado de São Paulo, Bruno C...

16 de Maio de 2021 as 13h20

Política

Aliados e adversários políticos lamentam morte de Bruno Covas

Aliados e adversários políticos manifestaram pesar pela perda do prefeito licenciado de São Paulo, Bruno C...

16 de Maio de 2021 as 12h20

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO