Política

Especialistas apoiam criação do Dia Nacional em Memória das Vítimas de Trânsito

Especialistas que participaram de audiência na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE)  na terça-feira (5) foram unânimes em apoiar a institui...

Fonte:Agência Senado
06 de Outubro de 2021 as 12h 45min

Contarato e Styvenson na sala da Comissão de Educação - Roque de Sá/Agência Senado

Especialistas que participaram de audiência na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE)  na terça-feira (5) foram unânimes em apoiar a instituição do Dia Nacional em Memória das Vítimas de Trânsito.

Autor do Projeto de Lei (PL) 5.189/2019, que institui 7 de maio como o dia de homenagem às vítimas, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) explicou que foi nessa data que o então deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho, dirigindo embriagado em Curitiba, em excesso de velocidade e com a CNH cassada, colidiu com o carro em que estavam Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida.

"Dois jovens em tenra idade que tiveram as vidas ceifadas por um homem que deveria, acima de todos, respeitar as leis", expôs Contarato, que já foi delegado de delitos de trânsito por mais de dez anos e diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES).

— Passou da hora de o poder público ser mais humanizador. Humanizar a dor, se colocar na dor do outro. Ter a empatia. Sabemos que, infelizmente, o Brasil é um dos países que ocupa uma das primeiras colocações em violência no trânsito. E sabemos que a nossa legislação, lamentavelmente, banaliza a vida humana em muitos aspectos. O único condenado é a família da vítima que chora com a dor da perda e a certeza da impunidade.

Para o senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), é preciso discutir o tema e lembrar de todas as vidas perdidas por irresponsabilidade, negligência, culpa ou dolo. Styvenson é capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte e tornou-se conhecido ao coordenar fiscalizações da Lei Seca no estado.

— Isso sim deveria ter prioridade. Precisamos saber onde estamos errando. Nenhum país mata tanto por ano como o nosso. É falta de legislação mais rígida ou não está sendo aplicada na ponta?  — questionou o senador.

Ações

Com grande impacto social e na saúde, os sinistros de trânsito ocasionaram em 2020 a morte de 30,1 mil pessoas e levaram outras 187,7 mil a internações no país. Os números foram apresentados pelo coordenador-geral de Educação e Saúde para o Trânsito, da Secretaria Nacional do Trânsito (Senatran), Everaldo Valenga Alves.

O coordenador indicou que o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito norteia as ações dos órgãos e entidades que compõem o Sistema Nacional de Trânsito (SNT). No curto prazo, a proposta é trabalhar campanhas massivas, em conjunto com fiscalização e engenharia. No médio, a capacitação e orientação de todos os grupos que atuam no STN e, a longo prazo, a formação do cidadão.

Para o próximo ano, estão previstos R$ 11 milhões para ações educativas a serem desenvolvidas pelo Senatran.

— A formação do cidadão é fundamental. Não adianta apenas punir nossos adultos, precisamos trabalhar os nossos jovens, para que o trânsito futuro seja cada vez melhor.

A diretora-técnica do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), Édina de Almeida Poleto, também ponderou que ações integradas funcionam e que experiências implementadas pelo órgão — como ações educativas em entradas e saídas de shows — mostram resultados.

— Precisamos ter a consciência de que precisamos sempre fazer mais.

Mortes no trânsito

O diretor científico da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), Flávio Emir Edura condenou flexibilizações na lei quando o assunto é trânsito.

Edura lembrou que lesões causadas por sinistros de trânsito são hoje, no Brasil, a primeira causa de morte entre os 5 e 29 anos; e a terceira, entre 30 e 44 anos. Em uma hora, ocorrem cinco mortes, 20 internações e uma pessoa passa a ser cadeirante a partir desses sinistros.

Chama a atenção, segundo o diretor da Abramet, o fato de os motociclistas representarem mais de 50% das vítimas fatais e mais de 70% dos leitos hospitalares ocupados nas unidades de trauma.

— Esse projeto de lei traz um conforto e chama atenção para o que estamos trabalhando. Projetos como esse nos levam a concluir que vamos conseguir vencer essa batalha — afirmou Edura, ao citar ganhos como os estabelecidos pela Lei 14.071, de 2020, que aumentou a idade de crianças transportada em motocicleta, motoneta ou ciclomotor (passou de sete para dez anos).

Ao se classificar “pai órfão de filho”, o presidente da ONG Trânsito Amigo, Fernando Alberto da Costa Diniz, apresentou o movimento “Eu ‘cinto’ a vida”, para impulsionar o uso do cinto de segurança, utilizado por 90% dos brasileiros nos bancos da frente, mas recorrentemente esquecido no banco traseiro.

Diniz perdeu um filho aos 20 anos, que estava no banco traseiro, sem cinto de segurança, quando do momento do acidente.

Ao lutar pela segurança no trânsito, Diniz acredita ser importante que a data nacional coincida com o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito — sempre no terceiro domingo de novembro — assim definido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

— Isso não particulariza nenhum caso específico, no meio de milhões de mártires no asfalto brasileiro, e se une ao esforço mundial de promover maior conscientização no trânsito e reforço ao respeito à vida humana. A celebração que acontece nesse dia tem dois vieses: amplificaria a voz da consciência e renderia homenagens àqueles que partiram prematuramente por conta de um trânsito sempre egoísta e hostil.

O Observatório Nacional de Segurança Viária, instituição social com 300 observadores, também é favorável ao projeto de lei que institui a data nacional.

— Apoiamos e faremos todo o movimento possível para que tenhamos um dia nacional. Não só teremos isso como um norte, mas vamos fazer dele um momento de reafirmar forças para que possamos construir um trânsito em que sejamos capazes de construir vidas. E construir um trânsito seguro não é tarefa do Estado, das autoridades, somente de um grupo, é uma responsabilidade de todos nós — disse o representante do Observatório, Francisco Vieira Garonce.

Pandemia

Diretora científica da Associação Brasileira de Psicologia de Tráfego (Abrapsit), Julianna Guimarães afirmou que o mundo vive uma pandemia silenciosa há décadas com as mortes oriundas dos sinistros do trânsito.

— Diversas pesquisas, nacionais e internacionais, sobre os maiores índices de infração no trânsito, revelam que qualitativamente as mais recorrentes são de cunho comportamental e ocorrem de maneira reincidente, ou seja, o ser humano, por meio de seus comportamentos, estabelece como o trânsito acontece. O comportamento de risco, exacerbado pelo estresse, agressividade, desrespeito e as mais diversas condições psicológicas, tornou o trânsito um problema de cunho social.

Não é possível quantificar a desestruturação de famílias pela conjuntura dos sinistros que causaram mortes ou sequelas, segundo Julianna.

— Um acidente de trânsito não gera apenas prejuízos físicos, sociais ou econômicos. Há um sofrimento psíquico e emocional silencioso que necessita de atenção.

Nessa linha de comparação com uma pandemia, o coordenador-geral da Associação Brasileira de Educação de Trânsito no Nordeste (Abetran), Luis Carlos Paulino considera que a vacina é a educação.

— A educação tende a desestimular a conduta de risco. No plano ideal, deveria convencer a maioria das pessoas a cumprir as normas. Enquanto a fiscalização vai atuar quando a conduta de risco já se materializou.

No dia 24 de setembro, o Senado promoveu sessão especial para homenagear as vítimas do trânsitoO evento marcou a Semana Nacional do Trânsito, celebrada de 18 a 25 de setembro.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Política

Política

Câmara pode votar na terça-feira PEC que mantém benefícios fiscais para empresas de tecnologia

Marina Ramos/Câmara dos Deputados Sessão do Plenário da Câmara A Câmara dos Deputados pode votar na terça-feira (30) a Proposta de Emenda à Const...

26 de Novembro de 2021 as 22h00

Política

Senado receberá iluminação verde em homenagem a terapeutas holísticos

O Senado Federal será iluminado de verde neste final de semana em homenagem aos terapeutas holísticos. Conforme entidades vinculadas à categoria, a...

26 de Novembro de 2021 as 20h45

Política

Brancos dominam representação política, aponta grupo de trabalho

A baixa representatividade étnico-racial e de gênero é uma das características históricas da sociedade brasileira. Nos três Poderes da República, h...

26 de Novembro de 2021 as 20h30

Política

Iluminação verde do Senado celebra o Dia Nacional da Homeopatia

A cúpula e a torre do Anexo I do Senado Federal serão iluminadas de verde durante este sábado (27) e domingo (28) em alusão ao Dia Nacional da Home...

26 de Novembro de 2021 as 20h30

Política

Senado lança Observatório Equidade no Legislativo e comemora consciência negra

Em sessão especial realizada nesta sexta-feira (26), o Senado comemorou o Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado anualmente em 20 de novembro...

26 de Novembro de 2021 as 20h00

Política

Senado vai analisar projeto sobre gravação de ações policiais

O Senado pode analisar em breve um projeto que regula a possibilidade de gravação de ações policiais (PL 2.416/2015). Esse texto foi aprovado em co...

26 de Novembro de 2021 as 19h15

Política

Projeto prevê pena maior para violência doméstica contra a mulher

O Senado vai analisar em breve um projeto de lei que aumenta a pena dos crimes de calúnia, difamação e injúria cometidos em contexto de violência d...

26 de Novembro de 2021 as 18h45

Política

Comissão avalia que política para formação de leitores no Brasil é suficiente, mas não está sendo usada

O Brasil já tem uma boa legislação para incentivar a formação de leitores, mas falta aplicá-la. Essa foi uma das constatações dos participantes da ...

26 de Novembro de 2021 as 18h15

Política

Senado fará sessão especial para comemorar Dia do Delegado de Polícia

O Dia Nacional do Delegado de Polícia será comemorado pelo Senado em sessão especial agendada para sexta-feira (3), às 15h. O senador Humberto Cost...

26 de Novembro de 2021 as 18h15

Política

Texto sobre imunidade tributária de entidades beneficentes vai a sanção

Com a conclusão da análise das emendas aprovadas no Senado em 16 de novembro, a Câmara dos Deputados aprovou no dia 24 o texto final do Projeto de ...

26 de Novembro de 2021 as 18h00

Política

CRE mostra gastronomia e artesanato do Sul e do Centro-Oeste do País nesta quinta-feira

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) dará sequência nesta quinta-feira (2), a partir das 10h, ao ciclo de debates sobre a internacionalização da...

26 de Novembro de 2021 as 18h00

Política

CE fará reunião na sexta para discutir Enem 2021

Na próxima sexta-feira (3), às 10h, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado discutirá, com o Grupo de Trabalho do Senado e com a C...

26 de Novembro de 2021 as 17h45

Política

Precatórios: entenda a PEC que pode ser votada pela CCJ na terça

O governo federal espera que a PEC dos Precatórios (Proposta de Emenda Constitucional 23/2021) seja votada na próxima terça-feira (30) na Comissão ...

26 de Novembro de 2021 as 17h00

Política

Senado é iluminado de laranja pelo fim da violência contra a mulher

A cúpula e o Anexo II do Senado Federal receberão iluminação na cor laranja nesta sexta-feira (26) em alusão à campanha internacional 16 Dias de At...

26 de Novembro de 2021 as 16h45

Política

CAE vota projeto que pode ajudar no controle de preço dos combustíveis

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) tem reunião marcada para esta terça-feira (30), às 9h, com 12 itens na pauta. Um deles é o projeto que trat...

26 de Novembro de 2021 as 16h30

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO