Política

Senado aprova projeto que estipula fim do desmatamento ilegal nos próximos quatro anos

O Plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira (20), o projeto de lei que determina que o governo federal detalhe as ações para alcançar o fim do...

Fonte:Agência Senado
20 de Outubro de 2021 as 19h 15min

Jefferson Rudy/Agência Senado

O Plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira (20), o projeto de lei que determina que o governo federal detalhe as ações para alcançar o fim do desmatamento ilegal no país até 2025 (PL 1539/2021). A medida antecipa em cinco anos o compromisso assumido pelo governo junto à comunidade internacional, em abril deste ano. O projeto segue para a Câmara dos Deputados.

O texto altera a Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) (Lei 12.187, de 2009), que estabelece objetivos para que o Brasil reduza as suas emissões de gases do efeito estufa. A redução do desmatamento é uma das ferramentas para isso, e o projeto determina ênfase na eliminação do desmatamento ilegal.

Além disso, a meta do país para a contenção de emissões nos próximos quatro anos será atualizada. O Brasil deverá reduzir em 43% as suas emissões projetadas até 2025, e em 50% até 2030. A referência para o cálculo é o Inventário Nacional de Emissões, e as porcentagens se aplicam tendo como referência o ano de 2005.

O relator do projeto, senador Marcelo Castro (MDB-PI), explicou que a atualização é necessária para alinhar o compromisso do Brasil com os dados mais recentes do Inventário, que corrigiu o volume de gases de efeito estufa emitidos pelo Brasil no ano-base de 2,1 bilhões de toneladas para 2,4 bilhões de toneladas.

— Ficou parecendo para a comunidade internacional que o Brasil iria economizar o mesmo percentual sobre uma base muito maior, ou seja, iria emitir 400 milhões de toneladas a mais do que o compromisso assumido. Isso trouxe uma antipatia muito grande pelo Brasil em todo ambiente internacional — apontou o senador.

Ele acrescentou também a meta para 2030, que não constava no texto original. Outra mudança do relator foi remover o prazo que era dado ao governo federal para regulamentar as ações que levarão ao cumprimento do objetivo. Originalmente, eram 120 dias. Segundo Castro, a imposição de prazo poderia ser interpretada como interferência do Congresso Nacional sobre atribuições do Executivo.

A meta de redução de emissões é um compromisso de todos os países signatários do Acordo de Paris. O Brasil está entre as dez nações mais poluidoras do planeta, e Castro entende que o cumprimento da meta brasileira depende sobretudo do combate ao desmatamento.

— Enquanto 75% da energia elétrica do mundo é produzida por energias não renováveis, aqui no Brasil temos o conforto de dizer que 83% da nossa matriz elétrica é de fontes renováveis. São poucos os países do mundo que podem ter uma matriz tão limpa como tem o Brasil. O grande problema do Brasil é o seu desmatamento ilegal, sobretudo na Amazônia.

Autora do projeto, a senadora Kátia Abreu (PP-TO) anunciou que já existe acordo para que o texto seja aprovado rapidamente na Câmara dos Deputados, tendo como provável relator o líder da bancada ruralista, deputado Sergio Souza (MDB-PR). Além disso, também segundo Kátia Abreu, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, já assumiu o compromisso de apresentar a nova meta brasileira na COP 26, que acontece em 12 de novembro em Glasgow, na Escócia. A COP é a Conferência das Partes, reunião anual no âmbito da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

A senadora, que preside a Comissão de Relações Exteriores (CRE), lamentou que a imagem do Brasil nos últimos anos como protetor da Amazônia tenha se deteriorado aos olhos da comunidade internacional, mas avaliou que “os ventos estão mudando”. Ela citou a mudança na gestão do Ministério do Meio Ambiente, a recuperação do orçamento dos órgãos de fiscalização ambiental e a participação do Exército na logística terrestre de ações contra o desmatamento.

— Não existe mais acordo comercial sem falar em meio ambiente. Quem quiser abrir mercado no exterior, preocupe-se com a questão ambiental, ou não vai ter sucesso — destacou ela.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA), senador Jaques Wagner (PT-BA), parabenizou os colegas pela aprovação do projeto, e cobrou também a análise pelo Senado do projeto que atualiza a PNMC (PL 6539/2019). O texto introduz a meta de neutralização de 100% das emissões brasileiras de gases de efeito estufa até 2050. Ele chegou a ser agendado para votação no Plenário em abril, mas foi retirado de pauta a pedido da liderança do governo.

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) também se manifestou a favor do projeto aprovado, mas defendeu o aprimoramento da compensação por serviços ambientais. Trata-se do pagamento pela preservação da floresta, que é devido, segundo o senador, porque as populações locais restringem a sua atividade econômica para não desmatar.

— É fundamental que os setores brasileiros que se beneficiam dos serviços ambientais da floresta reconheçam e paguem por isso. E é preciso que o mundo reconheça e pague. O Brasil tem a maior floresta em pé do mundo, a matriz energética mais limpa, e não recebemos por isso. Quanto vale para a Alemanha o sequestro de carbono para limpar a emissão de carbono deles? E eles não pagam pelo serviço da biomassa da Amazônia.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Política

Política

Projeto impede União de reter transferências voluntárias para planos de resíduos sólidos

O Projeto de Lei Complementar 307/16 permite a transferência voluntária de recursos para ações de financiamento de planos de resíduos sólidos mesmo...

02 de Dezembro de 2021 as 17h00

Política

Comissão debate uso do reconhecimento fotográfico em investigações policiais

Fernando Frazão/Agência Brasil Pesquisa levantou prisões injustas baseadas no reconhecimento fotográfico A Comissão de Legislação Participativa d...

02 de Dezembro de 2021 as 17h00

Política

Senado aprova Auxílio Brasil, programa social que substitui o Bolsa Família

Em votação simbólica, o Plenário aprovou a Medida Provisória (MP 1.061/2021) que cria o Auxílio Brasil, programa que substitui o Bolsa Família. A v...

02 de Dezembro de 2021 as 17h00

Política

Esforço concentrado: Senado votou autoridades, precatórios e Auxílio Brasil

O Senado concluiu nesta quinta-feira (2) a semana de esforço concentrado convocada pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco. Durante o esforço, ini...

02 de Dezembro de 2021 as 16h45

Política

Comissão debate liberdade educacional e novas formas de aprendizagem

monkeybusiness/DepositPhotos Audiência vai debater o pluralismo de concepções pedagógicas A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados realiza ...

02 de Dezembro de 2021 as 16h30

Política

Câmara homenageia empresas e pessoas que trabalham em prol da inclusão

Antônio Augusto/Câmara dos Deputados Entrega do prêmio Brasil Mais Inclusão 2021 A Câmara dos Deputados entregou nesta quarta-feira (1º) o Prêmio...

02 de Dezembro de 2021 as 16h30

Política

Girão defende aprovação de projetos que permitem prisão em segunda instância

Em pronunciamento nesta quinta-feira (2), o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) voltou a defender que o Senado Federal e a Câmara dos Deputados vote...

02 de Dezembro de 2021 as 16h15

Política

Senadores debatem realização do Carnaval em 2022 na próxima quinta-feira

Carnaval 22 – O Brasil está preparado? Esse é o tema da sessão temática remota a ser realizada no Plenário virtual do Senado, na próxima quinta-fei...

02 de Dezembro de 2021 as 16h00

Política

Especialistas discordam de reserva de alas específicas para atendimento a idosos em hospitais

Paulo Sergio/Câmara dos Deputados Para Tereza Gutierrez, proposta contraria a Constituição Representantes da saúde pública e de entidade que reún...

02 de Dezembro de 2021 as 15h45

Política

Projeto abre crédito de R$ 151 milhões no Orçamento para pesquisas pelo FNDCT

Pedro Ventura/Agência Brasília Maior parte do dinheiro financiará projetos institucionais do CNPq Proposta enviada ao Congresso Nacional pelo Pod...

02 de Dezembro de 2021 as 15h45

Política

Projeto destina R$ 2,8 bilhões para pagar cota extra de auxílio emergencial a pai solteiro

Marcello Casal jr/Agência Brasil Pagamento só será feito a quem estiver cadastrado no site ou aplicativo da Caixa Proposta enviada ao Congresso N...

02 de Dezembro de 2021 as 15h45

Política

CRA fará debate sobre infraestrutura e desenvolvimento em Buritis (RO)

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) debaterá, na segunda-feira (6), na Câmara Municipal de Buritis (Rondônia), projetos de obras nas ...

02 de Dezembro de 2021 as 15h30

Política

CCJ aprova homenagem a Murilo Badaró em trecho rodoviário

Antônio Augusto/Câmara dos Deputados Deputada Alê Silva, relatora da proposta na CCJ A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou...

02 de Dezembro de 2021 as 15h00

Política

Comissão aprova projeto que regulamenta planos de assistência à saúde animal

Cleia Viana/Câmara dos Deputados Glaustin da Fokus recomendou a aprovação de substitutivo A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Com...

02 de Dezembro de 2021 as 15h00

Política

Comissão vai debater veto à distribuição gratuita de absorventes

Depositphotos Distribuição de absorventes foi vetada por falta de custeio A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados rea...

02 de Dezembro de 2021 as 14h45

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO