Novos Empreendedores

Milennials: por que essa é a geração de novos empreendedores?

A geração dos millennials vem sendo manchete por sua veia empreendedora. Estariam os millennials impulsionando uma nova revolução de startups?

Fonte: MT Agora
22 de Junho de 2020 as 15h 35min

A geração do milênio atingiu a maioridade em um mundo alimentado pelos produtos de empresários considerados “estrelas do rock” - Steve Jobs, Mark Zuckerberg, Alexis Ohanian. Programas de TV como Shark Tank, que destacam as aspirações e o potencial sucesso de empreendedores, atraíram audiências que ultrapassam 6 milhões de pessoas. Enquanto isso, a recessão de 2008 colocou em risco a estabilidade das carreiras tradicionais. Não é de admirar, então, que os millennials pareçam muito inclinados ​​ao empreendedorismo. Mas essa geração mais jovem é realmente mais empreendedora do que as gerações anteriores? 

Os dados são um tanto quanto divididos. Neste artigo sobre como a geração do milênio está transformando a força de trabalho, exploraremos o que realmente significa empreendedorismo para a geração do milênio.

Aspirações ao sucesso empresarial
A maioria das pesquisas sobre as percepções do empreendedorismo chega a uma conclusão semelhante - esta geração está voltada para um estilo de vida empreendedor. Uma dessas pesquisas recentes descobriu que 66% dos millennials tinham objetivos de iniciar seu próprio negócio. Isso pode acontecer porque a geração do milênio vê o início de seu próprio negócio como um caminho para a independência financeira e um equilíbrio flexível entre vida profissional e pessoal. 61% dos millennials acreditavam que poderiam encontrar mais segurança em seus próprios negócios, em vez de trabalhar para outra pessoa. Na direção contrária, 64% dos Baby Boomers sentiram que trabalhar para outra pessoa proporciona uma maior segurança.

Dados da Universidade de Oxford mostram que quase 15% dos estudantes relataram interesse em se tornarem empreendedores. No ano seguinte dessa pesquisa (2018), o número já havia subido para 19%.

Fracassando sem perder o entusiasmo
Apesar desses altos níveis de interesse em iniciar seus próprios negócios, os dados mostram que a geração do milênio é realmente menos provável de ser empreendedora do que as gerações anteriores. Dados da Administração de Pequenas Empresas dos EUA descobriram que menos de 4% das pessoas de 30 anos trabalhavam por conta própria em período integral. 

Na mesma idade, 5,4% da Geração X e 6,7% dos Baby Boomers eram totalmente autônomos, indicando níveis reduzidos de empreendedorismo na geração milenar. De fato, o número de americanos independentes com menos de 30 anos caiu 65% desde 1980.

Então, o que está impedindo a geração do milênio com aspirações empresariais de persegui-las? 

A falta de recursos financeiros pode ser um fator. De fato, 42% dos millennials citaram a falta de dinheiro como o principal obstáculo para iniciar seu próprio negócio. Não é de se surpreender, quando 58% também relatam que ainda estão com dívidas estudantis. Também pode ser que a geração Y ainda sinta os efeitos posteriores da crise financeira de 2008. As pesquisas mostram que as taxas de criação de startups ainda precisam se recuperar para níveis anteriores à crise.

Um outro obstáculo possível é a falta de experiência. Os dados mostram que os fundadores mais bem-sucedidos têm 45 anos e os que têm vinte anos têm menos probabilidade de construir uma empresa de alto crescimento e de fato bem sucedida. A geração do milênio, mais do que as gerações mais velhas, acredita que a falta de conhecimento é um dos principais obstáculos que os impedem de iniciar seus próprios negócios.

Indústrias disruptivas
Apesar disso, os empresários da geração do milênio estão transformando indústrias. Os millennials que estão iniciando ativamente seus próprios negócios estão fazendo isso a uma taxa que excede em muito os empreendedores que vieram antes deles. Um relatório do BNP Paribas mostra que os empresários entre 20 e 35 anos já tinham, em média, fundado o dobro de empresas que aquelas com mais de 50 anos. Isso indica que os millennials que buscam o empreendedorismo não têm medo de falhar - e falham repetidamente - em seu caminho para o sucesso no trabalho independente.

Muitas empresas fundadas por empreendedores buscam - e conseguem transformar - as indústrias tradicionais radicalmente. Stephanie Lampkin, 32 anos, fundou a Blendoor para fornecer software que evita e sinaliza ativamente preconceitos nos processos de recrutamento de RH. Seus clientes incluem Facebook, Google, Twitter e Airbnb.

Richard Lavina, 30 anos, fundou a Taxfyle, que adota uma abordagem “Uber” para conectar usuários a profissionais tributários licenciados. O Taxfyle permite que os clientes registrem um retorno em uma média de 45 minutos e têm mais de 30.000 usuários atualmente.

Whitney Wolfe Herd procurou mudar uma indústria já disruptiva - namoro online - quando lançou o Bumble. Depois de sofrer assédio usando as opções de namoro online existentes, Wolfe Herd teve a ideia de um aplicativo de namoro em que as mulheres devem iniciar a conversa. O Bumble agora tem cerca de 20 milhões de usuários em todo o mundo.

Empresas online que surfam a onda do potencial de marketing digital como criadores de site tendem também a prosperar mais do que as de mercados tradicionais.

Não é surpreendente, dada a pesquisa sobre os valores da geração, que muitas das empresas fundadas pela geração do milênio sejam movidas por objetivos sociais.

Enquanto muitos da geração são prejudicados pela instabilidade financeira ou pela falta de experiência, os millennials continuam buscando oportunidades de buscar uma paixão pessoal, ao mesmo tempo em que assumem o controle do equilíbrio entre vida pessoal e profissional. E com tantos exemplos de meios não tradicionais para o sucesso - de estrelas do rock à mega-influenciadores de mídias sociais - o empreendedorismo pode parecer a solução. Resta a questão de saber se esse apetite excessivo se manifestará em uma onda de ações futuras.


Siga MT Agora no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para entrar em nosso grupo do WhatsApp clicando AQUI e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros

COMENTARIOS

Mais de Tecnologia

Nova Marca

Facebook muda de nome e agora se chama Meta

Rede social segue com o mesmo nome, mas ficará subordinada à nova marca junto com WhatsApp e Instagram. Mudança ocorre em meio a críticas à empresa depois que documentos internos revelaram uso de algoritmo que facilitava propagação de informações

29 de Outubro de 2021 as 07h35

Algumas projeções para os smartphones até o fim da década

18 de Outubro de 2021 as 18h14

Instabilidade

WhatsApp, Instagram e Facebook ficam foram do ar nesta segunda

Instabilidade nas três plataformas atinge usuários de diversos países; empresas ainda não informam o que aconteceu

04 de Outubro de 2021 as 14h46

Tecnologia

Mato-grossenses podem solicitar primeiro emplacamento e transferência via App MT Cidadão

Atualização do aplicativo MT Cidadão facilita a vida dos usuários e inclui uma série de serviços públicos digitais

22 de Setembro de 2021 as 13h45

Tecnologia

Seciteci entrega materiais pedagógicos para alunos Mediotec de Técnico em Agropecuária

Ao todo 342 alunos iniciaram o curso de forma híbrida. O curso Mediotec é realizado em parceria com o Governo Federal, por meio do programa Novos Caminhos

10 de Setembro de 2021 as 09h30

Tecnologia

Seciteci entrega diploma para estudantes da região Sul de Mato Grosso

Os cursos iniciados em 2017 foram concluídos em 2020, porém por conta da pandemia, a entrega dos diplomas foi adiada e somente agora a ação foi concretizada

03 de Setembro de 2021 as 10h30

Tecnologia

Mais de 20 mil pessoas participaram da Semana da Inovação de Mato Grosso, realizada de forma virtual

Na SIMT também foi lançado Prêmio Inova Mato Grosso, como forma de reconhecer as empresas que atuam em gestão de inovação no Estado

31 de Agosto de 2021 as 13h45

Tecnologia

Médico fala sobre mitos e verdades da Covid na Escola Técnica de Sinop

A equipe se prepara para que a retomada das aulas presenciais aconteça de forma segura e consciente

27 de Agosto de 2021 as 14h00

Tecnologia

Secretário destaca investimentos em inovação para superar desafios do agro

Secretário Nilton Borgato participou de evento na sede da Federação das Indústrias de Mato Grosso

26 de Agosto de 2021 as 10h45

Tecnologia

Seciteci realiza 1º Encontro Estadual de diretores e coordenadores das Escolas Técnicas

O evento ocorreu das 08h às 17h, nesta terça-feira (24.08) no plenário da Assembleia Legislativa

25 de Agosto de 2021 as 08h45

Tecnologia

Mato Grosso lança prêmio para empreendedores que atuam na gestão de inovação e tecnologia

A premiação foi lançada na abertura da Semana da Inovação Mato Grosso e as inscrições vão de 23 de agosto até 30 de setembro.

23 de Agosto de 2021 as 13h45

Novas Restrições

Twitch divulga novas regras para setor de apostas

Plataforma de streaming divulgou comunicado oficial com novas restrições de conteúdo envolvendo jogos de apostas.

16 de Agosto de 2021 as 13h39

Tecnologia

Seciteci realiza desafio para empreendedores do agronegócio durante Semana da Inovação

O evento virtual será realizado em parceria com a Fapemat e o Centro Global de Inovação e Tecnologia em Sustentabilidade (CITIS)

15 de Agosto de 2021 as 09h45

Tecnologia

Seciteci abre inscrições on-line para 103 vagas remanescentes em cursos técnicos gratuitos

O resultado final dos classificados será divulgado no dia 17 de agosto

10 de Agosto de 2021 as 15h15

Tecnologia

Escola Técnica de Água Boa será concluída neste ano e também vai ofertar ensino militar

Governador Mauro mendes visitou as obras da escola nesta sexta-feira (23.07), acompanhado dos secretários da Seciteci e da Seduc

24 de Julho de 2021 as 09h30

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

ENQUETE

veja +

COTAÇÃO