Boletim Médico

Bolsonaro retira dreno do abdômen e sonda nasogástrica, diz boletim médico

Dreno tinha sido colocado há quatro dias. Presidente apresentou boa evolução clínica e postou foto comendo gelatina.

Fonte: G1
09 de Fevereiro de 2019 as 01h 18min

Presidente da República, Jair Bolsonaro, em reunião de trabalho nesta tarde, no Hospital Albert Einstein, com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, Jorge Oliv

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) retirou o dreno colocado no seu abdômen há quatro dias e a sonda nasogástrica, segundo o boletim médico divulgado na tarde desta sexta-feira (8) pelo Hospital Albert Einstein. Ele segue tomando antibióticos para combater uma pneumonia bacteriana e tem as visitas restritas.

"O excelentíssimo Presidente da República, Jair Bolsonaro, permanece internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein. Apresentou boa evolução clínica nas últimas 24 horas, continua estável, afebril e sem dor. Não tem disfunções orgânicas e houve melhora dos exames laboratoriais. O dreno colocado no seu abdome, há quatro dias, foi retirado hoje pela equipe da radiologia intervencionista.

Devido à melhora do quadro intestinal e boa aceitação da dieta líquida, a sonda nasogástrica foi retirada. Permanece com os antibióticos e nutrição parenteral. Estão sendo mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa, sendo realizados exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e períodos de caminhada fora do quarto.

Por ordem médica, as visitas permanecem restritas."

Caldo de carne e gelatina

Bolsonaro postou na manhã desta sexta-feira (8) em sua conta no Twitter uma foto segurando uma colher com gelatina em seu quarto. Bolsonaro disse que voltou a se alimentar pela primeira vez desde cirurgia: "Nas últimas horas tive o prazer de voltar a comer. Ontem pela noite um caldo de carne e hoje uma boa gelatina. Estou feliz, apesar de não ser aquele pão com leite condensado kkkk. Bom dia a todos!"

Esta é a primeira vez que o presidente recebe alimento. Bolsonaro vinha recebendo líquidos por via oral em associação à nutrição parenteral.

Segundo a assessoria da Presidência, Bolsonaro recebeu nesta sexta a visita de um dos seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), e mais tarde recebeu no hospital o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas e o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, Jorge Oliveira.

Bolsonaro passou por uma cirurgia para retirar uma bolsa de colostomia e refazer a ligação entre o intestino delgado e parte do intestino grosso no dia 28 de janeiro. Ele está internado na unidade semi-intensiva do hospital.

O porta-voz da Presidência, Otávio de Rêgo Barros, disse que "o presidente estava no quarto conversando. "A recomendação é que não se ponha muito porque ele ainda carece de recuperação adequada e repouso necessário para que debele essa pneumonia", disse o porta-voz

"Os antigos antibióticos e o antigo processo facilitaram uma rápida reação ao combate a essa pneumonia", afirmou Rêgo Barros.

Cronologia da internação

Segunda-feira (28/1)

Jair Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo. O procedimento terminou após sete horas e ocorreu "com êxito", segundo informou o Palácio do Planalto.

De acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital, a cirurgia foi realizada "sem intercorrências e sem necessidade de transfusão de sangue". Foi realizada uma "anastomose do íleo com o cólon transverso", que é a união do intestino delgado com uma parte do intestino grosso. Foram retirados de 20 a 30 centímetros do intestino grosso de Bolsonaro na parte que ligava o intestino delgado à bolsa de colostomia.

Terça-feira (29/1)

Bolsonaro seguiu na UTI do Hospital Albert Einstein após a retirada da bolsa de colostomia. Ele recebeu analgésicos para controle da dor e não apresentou sangramentos ou complicações, ficando sem febre ou sinais de infecção.

Quarta-feira (30/1)

Bolsonaro reassumiu a Presidência da República e passou a despachar de um escritório que foi montado no mesmo andar onde está internado no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo.

Quinta-feira (31/1)

O porta-voz da presidência, Otávio do Rêgo Barros, disse que Bolsonaro estava tentando se manter sem falar, mas a recomendação médica era difícil de ser acolhida: "O presidente é difícil, ele está falando já. A despeito do médico dizer para ele ficar calado, ele já está falando".

Sexta-feira (1º/2)

O boletim médico do dia informou que Bolsonaro teve boa evolução clínica. "Já apresenta sinais de início dos movimentos intestinais". "Segue com dieta parenteral (endovenosa) exclusiva, sem infecção ou outras complicações. Realiza fisioterapia respiratória e períodos de caminhada fora do quarto. Por ordem médica, o paciente segue com visitas restritas."

Sábado (2/2)

O presidente teve náuseas e vômito, e os médicos precisaram colocar uma sonda nasogástrica.

Domingo (3/2)

Bolsonaro continuou usando uma sonda nasogástrica aberta, com evolução clínica estável. De acordo com o boletim médico, o presidente ficou sem dor e sem sinais de infecção. Bolsonaro foi submetido a uma tomografia de abdome que descartou complicações cirúrgicas. Ele está em jejum oral e nutrição parenteral exclusiva.

Segunda-feira (4/2)

Bolsonaro teve elevação na temperatura, passou a tomar antibiótico e a alta prevista para quarta-feira (6) foi adiada, segundo o porta-voz Otávio Rêgo Barros. O boletim médico informou que o presidente passou a tomar antibióticos e foram realizados novos exames de imagem. Identificou-se uma coleção líquida ao lado do intestino na região da antiga colostomia. Foi submetido à punção guiada por ultrassonografia e permanece com dreno no local. O presidente apresentou movimentos intestinais e teve dois episódios de evacuação.

Terça-feira (5/2)

O presidente teve melhora do seu estado de saúde e começou a receber líquido por via oral. Bolsonaro apresentou aumento da movimentação intestinal, o que possibilitou o início de injeção de líquido por via oral. "Os exames laboratoriais apresentam melhora. O paciente segue com antibióticos e dreno no abdome", disse o boletim médico.

Quarta-feira (6/2)

O presidente apresentou quadro clínico estável, sem dor ou febre, com melhora dos exames laboratoriais e de imagem, segundo boletim médico divulgado nesta quarta-feira (6). Ele também voltou a caminhar no corredor do Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo.

Quinta-feira (7/2)

Segundo boletim médico, Bolsonaro teve um episódio de febre e uma tomografia no tórax detectou uma pneumonia. Segundo os exames, a pneumonia teve origem bacteriana. Foi acrescentado um novo antibiótico no tratamento do presidente.


COMENTARIOS

Mais de Brasil

Política Nacional De Alfabetização

Governo lança cartilha da Política Nacional da Alfabetização

Documento detalha diretrizes da Política Nacional de Alfabetização.

15 de Agosto de 2019 as 23h28

Rodovias

Radares de velocidade estão suspensos nas Rodovias Federais

Decisão presidencial determina reavaliação da regulamentação do procedimento para evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória

15 de Agosto de 2019 as 22h58

Acidente Grave

Jovem que teve couro cabeludo arrancado em kart vai para UTI após nova cirurgia

Débora Stefanny Dantas de Oliveira tem quadro clínico estável, segundo boletim médico desta quarta (14). Além do couro cabeludo, parte da pele foi arrancada no acidente.

14 de Agosto de 2019 as 16h32

Acidente Grave

Jovem tem couro cabeludo arrancado em acidente durante corrida de kart no Recife; pista foi interditada

Com ferimentos na cabeça devido ao escalpelamento, Débora Stefanny Dantas de Oliveira foi levada ao Hospital da Restauração, onde passou por cirurgia e está em estado grave.

14 de Agosto de 2019 as 16h12

Absurdo

Menino de 12 anos tenta ir de bicicleta do Paraná até a casa dos avós, em São Paulo, diz PRF

Ele foi encontrado em situação de risco por policiais rodoviários na noite de terça-feira (13), na BR-116, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.

14 de Agosto de 2019 as 16h09

Risco De Nova Tragédia

Brumadinho teme nova ruptura de barragem e cobra ações de empresa

Diante do abandono de uma barragem de rejeitos minerários, a prefeitura de Brumadinho (MG) realizou ontem (12) uma reunião com a empresa responsável pela estrutura.

13 de Agosto de 2019 as 20h22

Infraestrutura

Duplicação da BR-116 traz benefícios econômicos à região e segurança aos motoristas

Obra teve seus primeiros quilômetros liberados no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (12)

13 de Agosto de 2019 as 15h30

Dados

Área da Amazônia com alerta de desmatamento sobe 278% em julho, comparada ao mesmo mês de 2018

Em julho de 2018, houve alerta em 596,6 km² na Amazônia. Em julho de 2019, este número foi de 2.254,9 km², de acordo com dados do Deter, do Inpe. Jair Bolsonaro disse nesta terça que o novo diretor do Inpe vai apresentar os dados para a presidência

07 de Agosto de 2019 as 16h45

Pescado

Festival de Tambaqui da Amazônia é realizado em Brasília

Serão distribuídas seis toneladas do peixe na Esplanada. Objetivo é estimular consumo do pescado.

07 de Agosto de 2019 as 15h40

Produção Familiar

Agricultura Familiar avança com políticas públicas de incentivo ao produtor

Semana Nacional da Agricultura Familiar é marcada por aumento de recursos para o setor

29 de Julho de 2019 as 06h54

Bolsa Família

Mais de 11 mil famílias pediram desligamento do Bolsa Família em 2019

Os beneficiários solicitaram a saída do programa e deixaram de receber o benefício

29 de Julho de 2019 as 06h53

Acordo Internacional

Acordo com a União Europeia é o primeiro passo da abertura do Mercosul para o mundo

À frente da presidência do bloco, Jair Bolsonaro disse que o Brasil agirá para acelerar a modernização do Mercosul

17 de Julho de 2019 as 23h11

Educação Superior

MEC lança Programa Future-se para fortalecer autonomia financeira das universidades

Ideia é promover maior autonomia financeira a universidades e institutos federais. A adesão ao Future-se será voluntária

17 de Julho de 2019 as 23h02

Educação Superior

Ministro da Educação nega plano de cobrar mensalidade nas universidades federais

Abraham Weintraub afirmou, em evento em Florianópolis (SC), que vai apresentar na quarta (17) medidas de ‘eficiência’ para as universidades.

15 de Julho de 2019 as 22h35

Após Ser Empurrado

Após ser empurrado de altar, Padre Marcelo Rossi diz que registrou ''BO'': ''Bíblia e oração''

Religioso foi empurrado de altar por mulher durante missa em Cachoeira Paulista (SP). Padre não quis prestar queixa contra a agressora na Polícia Civil, mas caso foi registrado pela Canção Nova, que organizava o evento.

15 de Julho de 2019 as 22h25

Guia MT

Busca telefônica em Lucas do Rio Verde - MT

Enquete

veja +

COTAÇÃO